Entenda a diferença entre graduação e curso tecnólogo

Ter um bom currículo hoje em dia é essencial para concorrer no mercado de trabalho. Por isso, mais e mais pessoas estão em busca de um certificado ou diploma a fim de acrescentar a seu perfil.

Na hora de decidir que rumo tomar, pode ser que você se depare com a questão: que tipo de formação escolher? Antes de selecionar uma direção, veja o texto abaixo e entenda diferença entre graduação e curso tecnólogo:

Forma de ingresso

Apesar de terem suas semelhanças, é importante enfatizar que há muitas diferenças entre a graduação e o curso tecnólogo. O primeiro ponto que você deve considerar é a forma de ingresso, assim como a própria concorrência. Para as graduações, é necessário participar do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e se inscrever no SISU ou no PROUNI.

Geralmente, o Enem é muito concorrido, por isso, é preciso tirar notas altas para garantir a sua vaga nas universidades. Enquanto isso, existem algumas formas de acessar o ensino tecnólogo, como o PRONATEC 2019.

Tempo de formação

Uma grande diferença que pode pesar na hora de decidir seu rumo acadêmico, é o tempo de duração de ambos os tipos de curso. Para quem pretende ingressar rápido no mercado de trabalho, vale lembrar que os cursos tecnólogos duram entre 1 e 3 anos.

Para quem está preferindo investir em uma graduação, é importante salientar que o o tempo mínimo para formação neste tipo é de quatro anos, podendo se estender em algumas universidades.

Cursos

Os tipos de cursos também são diferentes. Os tecnólogos são voltados para atingir o mercado de trabalho, portanto, a maior oferta de vagas gratuitas será para setores com grande oferta de emprego.

Enquanto este tem um ensino mais direto e prático, a graduação terá uma visão mais ampla e dominante do curso escolhido, possuindo também maior variedade de empregos no campo de estudo.

Carreira

Para quem está começando agora e ainda não decidiu com clareza que área interessa mais, o curso tecnólogo pode ajudar a encontrar as suas afinidades como profissional, pois as formações são mais diretas e voltadas para o ensino prático. A graduação também será importante neste ponto.

Apesar de ter maior tempo de duração de curso e um ensino mais teórico, possibilitará o acesso a pós-graduação, metrado e doutorado. Sem contar que muitos concursos públicos são voltados para pessoas que já possuem diplomas de graduação em algumas áreas e as remunerações são mais altas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *